Tipos de Daltonismo

O daltonismo é um distúrbio visual caracterizado pela incapacidade de percepção e distinção das cores primárias, como vermelho, verde, azul e amarelo. Em alguns casos ocorre a ausência total de cor, fazendo com que a pessoa enxergue tudo em preto e branco. Um olho humano é capaz de distinguir mais de 150 tons de cores diferentes, no caso dos daltônicos esse número diminui muito.

É uma condição que atingi mais os homens, pois está ligada ao cromossomo sexual X. Estima-se que 8% da população mundial masculina tenha, e apenas 1% da população feminina seja portadora.

Para entender melhor essa doença, precisamos explicar um pouco mais sobre o funcionamento dos olhos. Em nossa retina possui duas células sensíveis a luminosidade, que geram a imagem que é transmitida ao cérebro através do nervo óptico. Essas células são os cones e os bastonetes. Os cones que são os responsáveis pelas cores que enxergamos, são três: O tritan(azul), deuteran(verde) e o próton(vermelho). Todos os outros tons que enxergamos são resultado da mistura dessas cores. Portanto a ausência ou a mutação de um desses receptores irá interferir nas cores que enxergamos.

Por isso existem diferentes tipos de daltonismo, dependendo de qual cone é deficiente. Confira abaixo todos os tipos de daltonismo:

Monocromacia

monocromacia

Um tipo raro de daltonismo que afeta os três receptores de cores, fazendo com que a pessoa tenha percepção apenas da luminosidade, o que gera imagens apenas nas cores preta, branca e cinza.

Protanopia

pratanopia

Esse é o tipo mais comum da doença, caracterizado pela ausência dos receptores protan, que identifica a cor vermelha e seus derivados. Faz com que a pessoas enxergue em tons bege, marrom ou cinza.

Deuteranopia

deuteranopia

Nesse tipo existe a ausência dos receptores deuteran, que identifica os tons verdes. A pessoa com essa condição também enxerga em tons marrons.

Tritanopia

tritanopia

Caracterizado pela ausência dos receptores tritan, que identificam os tons azul e o amarelo.

Protanomalia

protanomalia

Nesse caso ocorre a deficiência parcial dos receptores vermelhos, a pessoa consegue distinguir alguns tons vermelhos, mas com contraste e saturação diferente.

Deuteranomalia

deuteranomalia

Ocorre a deficiência parcial dos receptores verdes, esse tipo é muito comum.

Tritanomalia

tritanomalia

Nesse tipo ocorre a deficiência parcial dos receptores azuis, e faz com que tenha dificuldade em identificar cores entre o azul e o amarelo.

 

Fonte:  Minuto Saudável