Blog

Diabetes e as doenças oculares

Diabetes e as doenças oculares

A diabetes é uma doença que afeta aproximadamente 14 milhões de brasileiros* e possui 422 milhões de casos* em todo o mundo. Esse número é assustador visto que desde 1976, a quantidade de pessoas que possuem a doença quadruplicou.

Mas o que muita gente não sabe é que a diabetes traz diversas complicações, não somente na hora de comer doces! Algumas delas são relacionadas aos olhos. Doenças oculares como a Retinopatia diabética, a catarata e o Glaucoma, que pode deixar uma pessoa permanentemente cega, podem ser decorrentes da diabetes.

A Retinopatia Diabética atinge a retina, sendo o resultado de rompimento de vasos sanguíneos da região e crescimento de outros, irregulares, que se não tratados com antecedência, podem levar à cegueira. Essa doença afeta 28,5% das pessoas acima de 40 anos com diabetes, mas também aparece em pessoas mais novas. É extremamente importante que pessoas com diabetes tipo I façam exame oftalmológico nos primeiros 5 anos desde o diagnóstico da doença, e pessoas com o tipo II façam o exame na época do diagnóstico. A Retinopatia Diabética é progressiva e o melhor tratamento é a prevenção.

A catarata atinge o cristalino do olho, ou seja, a lente natural do olho humano. A doença é responsável pela diminuição da visão por meio da opacidade total ou parcial do cristalino. A catarata atinge quase metade da população mundial com mais de 65 anos, sendo até cinco vezes mais frequente em pessoas diabéticas, e é considerada a maior causa de cegueira evitável. Na diabetes, quando não controlada, a glicose em excesso presente no sangue é absorvida pelo cristalino e o processo de opacidade começa. É essencial que pessoas com diabetes mantenham os níveis de glicose no sangue controlados, para diminuir as chances de desenvolver a doença. Existe tratamento para a catarata e essa consiste na remoção do cristalino e sua substituição pela Lente intraocular (LIO), cuja qualidade supera as de lentes de óculos e de contato.

Por último, o Glaucoma que é consequência do aumento de pressão intraocular, que em pessoas com diabetes é mais comum devido a complicações da doença. Esse aumento de pressão pode matar células oculares, o que gera pontos pretos na visão. O glaucoma pode começar pela área periférica, mas eventualmente atinge a visão central e os nervos óticos. No momento que os nervos são atingidos e suas células morrem, não há reversão ou melhora do problema. Em diabéticos, é recomendado o cuidado com a pressão sanguínea, para que esta não afete a saúde dos olhos. Para essa doença existe tratamento e este consiste em estabilizar a pressão intraocular, mas deve ser feito com antecedência.

Para esclarecimento de mais dúvidas, consulte o seu oftalmologista.

*Segundo Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde (OMS), respectivamente.

Fonte:

http://www.visaolaser.com.br/saude-ocular/doencas-oculares/